Vereador é indiciado por aliciamento de menor, em Aurilândia

Um vereador do município de Aurilândia, a 146 quilômetros de Goiânia, foi indiciado por aliciar um adolescente de 13 anos. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Antônio Machado Azevedo, o parlamentar João de Jesus (PR), conhecido como “João Pezão”, responderá pelo crime previsto no Artigo 241 D, do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), e pode pegar pena de 1 a 3 anos de prisão.

“O artigo é sobre o uso de redes sociais com cunho pornográfico e aliciamento de menores”, explica o delegado. O caso ocorreu no mês de fevereiro. “Após enviar vários conteúdos nesse sentido, o menino contou ao pai, que denunciou à polícia”, conta.

Em depoimento, o vereador afirmou que se tratou “de um vacilo”. Concluído o inquérito na Polícia Civil (PC), o caso agora está sob responsabilidade do Poder Judiciário. O caso aconteceu em fevereiro

Rafael Cruz, advogado de João de Jesus, disse ao Mais Goiás que o que o vereador fez não é um crime, pois o adolescente tinha 13 anos de idade. “O promotor entendeu ser uma contravenção penal. O ECA diz que é crime somente se o menino fosse menor de 12 anos”, afirma. “Ele enviou imagens de conteúdo impróprio ao menor. Somente isso”, declarou.

Uma audiência está prevista para o mês de julho. A Câmara de Aurilândia não atendeu as ligações para dar um posicionamento sobre o caso até o fechamento desta matéria.

*Larissa Lopes é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Hugo Oliveira