Jornal Cometa

Trump ameaça fechar fronteira com o México para evitar imigração ilegal

Trump ameaça fechar fronteira com o México para evitar imigração ilegal

18 outubro
10:36 2018

Declaração acontece no momento em que uma grande caravana com imigrantes, que partiu de Honduras, segue na direção do território americano.

Por G1


Presidente Americano, Donald Trump, em imagem de arquivo — Foto: Timothy D. Easley/AP Presidente Americano, Donald Trump, em imagem de arquivo — Foto: Timothy D. Easley/AP

Presidente Americano, Donald Trump, em imagem de arquivo — Foto: Timothy D. Easley/AP

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou nesta quinta-feira (18) enviar militares para fechar a fronteira com o México para evitar imigração ilegal em um momento em que uma grande caravana com imigrantes, que partiu de Honduras, segue na direção do território americano.

Trump voltou a acusar o Partido Democrata de permitir “fronteiras abertas” e defender as “frágeis leis existentes”. Segundo ele, as lideranças do partido estariam fazendo pouco para conter a entrada no país de um grande grupo de imigrantes, vindos de países como a Guatemala, Honduras e El Salvador. Nesse grupo estaria inclusive criminosos, de acordo com o presidente.

O presidente americano afirmou em publicação no Twitter que pode interromper todas as ajudas a esses países latinos, “que parecem não ter quase nenhum controle sobre sua população”.

“Eu preciso, nos termos mais fortes, pedir que o México interrompa esse ataque. E, se for incapaz de fazê-lo, eu chamarei as Forças Armadas dos Estados Unidos e fecharei nossa fronteira sul”, escreveu Trump.

s ajudas de Honduras caso o grupo de imigrantes, que já estava na Guatemala, chegasse à fronteira com o México.

O grupo com cerca de mil hondurenhos partiu na sexta-feira (12) de San Pedro Sula, no norte de Honduras, motivados pela falta de segurança e pela busca de melhores condições de vida. O número de participantes já teria subido para 2 mil, segundo o jornal “The Washington Post”.

Com as ameaças, Trump tenta evitar que se repita a situação vivida em março com outra caravana migrante que percorreu o México para chegar aos EUA. Naquele caso, a cidade mexicana de Tapachula foi o ponto de partida de um grande grupo de migrantes centro-americanos que também partiu rumo aos Estados Unidos com cerca de 1.200 participantes.

About Author

jornalcometa

jornalcometa

Related Articles

App Jornal Cometa