Jornal Cometa

Pastor é denunciado por matar e ocultar o corpo de pastora em Goiás

Pastor é denunciado por matar e ocultar o corpo de pastora em Goiás

11 fevereiro
07:04 2018

Ailsa Gonzaga sumiu após sair de casa para alugar imóvel, em Goiânia. Quase dois meses depois, Alexandre Silva foi preso e confessou que matou a vítima, com que já teve um relacionamento.

Corpo de pastora que estava desaparecida há quase dois meses é encontrado em Aragoiânia

Corpo de pastora que estava desaparecida há quase dois meses é encontrado em Aragoiânia

Pastor nega ter premeditado

Após ser preso, o pastor negou durante entrevista coletiva que saiu do Distrito Federal para Goiás para matar Ailsa. Segundo Silva, ele viajou até a capital goiana porque a pastora o convidou para pregar, pois ainda eram amigos. O suspeito disse que estava na casa da vítima e ela o convidou para ir até a cachoeira para “espairecer”.

O pastor alegou ainda que cometeu o crime após uma discussão porque a vítima queria reatar um relacionamento antigo entre eles. O homem afirmou que era “perseguido” e que reagiu porque a mulher tentou matá-lo antes.

“Ela ficava me perseguindo, também me denunciava para a polícia porque era foragido. No dia que a matei, ela entrou no assunto que tinha de viver com ela, falei que não gostava mais dela, e ela tentou me golpear”, declarou o pastor.

Silva ainda alega que foi ferido por Ailsa: “Houve a discussão e, quando disse que ia embora, ela me esfaqueou, e me defendi. Dei só uma facada. Estou errado, admito, estou chateado por tudo”. No entanto, para o delegado, o suspeito se feriu durante a briga foi porque a pastora tentou se defender e não porque ela o atacou anteriormente.

Veja outras notícias da região no G1 Goiás.

About Author

jornalcometa

jornalcometa

Related Articles

App Jornal Cometa