Jornal Cometa

Passageiro suspeito de matar taxista é preso após esquecer documentos no carro durante a fuga, em Jataí

Passageiro suspeito de matar taxista é preso após esquecer documentos no carro durante a fuga, em Jataí

07 dezembro
06:10 2017

Homem roubou o automóvel, mas o abandonou 400 metros depois porque ficou preso em uma vala. Motorista levou 18 facadas.

Passageiro suspeito de matar taxista é preso após esquecer documentos no carro da vítima

Passageiro suspeito de matar taxista é preso após esquecer documentos no carro da vítima

O estoquista Jefferson Ferreira Vasconcelos, de 30 anos, foi preso suspeito de matar o taxista Iclorio Ferreira Franco, de 70, em Jataí, no sudoeste goiano. Segundo a Polícia Civil, o homem foi identificado porque esqueceu os documentos no carro da vítima. O suspeito roubou o veículo, mas o abandonou a cerca de 400 metros do local do crime porque ficou preso em uma vala.

“Depois de praticar o crime, ele tirou o taxista morto do carro e saiu. O autor tombou o carro, que ficou preso numa vala, e saiu desesperado. Deixou os documentos e um boné dele dentro do carro e fugiu a pé”, disse ao G1 o delegado responsável pelo caso, Adelson Candeo Júnior.

O crime aconteceu no último dia 30. Imagens mostram o suspeito a caminho do ponto do taxista (veja o vídeo acima).

Taxista Iclorio Ferreira Franco foi morto com 18 facadas na zona rural de Jataí (Foto: TV Anhanguera/ Reprodução) Taxista Iclorio Ferreira Franco foi morto com 18 facadas na zona rural de Jataí (Foto: TV Anhanguera/ Reprodução)

Taxista Iclorio Ferreira Franco foi morto com 18 facadas na zona rural de Jataí (Foto: TV Anhanguera/ Reprodução)

A Polícia Civil informou que Vasconcelos contratou Franco para levá-lo a um assentamento rural, que fica a cerca de 2 km da cidade. Antes de chegar ao destino, o cliente esfaqueou o motorista em uma estrada rural.

Após o acidente com o veículo, Vasconcelos entrou na mata e fugiu a pé. O delegado informou que, posteriormente, o autor do homicídio foi a uma fazenda que já havia trabalhado, furtou um carro e percorreu cerca de 90 km até Rio Verde, onde foi preso pela Polícia Militar nesta terça-feira (6).

Confissão

Ao ser detido, o estoquista disse que pretendia apenas assaltar o taxista porque tinha uma dívida de drogas e estava sendo ameaçado de morte. Porém, acabou matando Franco.

“Ele disse que anunciou o assalto, o taxista segurou na camisa dele e disse para ele não fazer aquilo, os dois acabaram entrando em luta corporal. Ele ficou com raiva da reação do taxista e o esfaqueou. Foram 18 facadas”, explicou o delegado.

Vasconcelos está preso na Unidade Prisional de Jataí. Júnior afirmou que ele será indiciado pelo latrocínio do taxista, ou seja, roubo seguido de morte, e pelo crime de furto qualificado por ter levado o carro da fazenda.

Veja mais notícias da região no G1 Goiás.

Boné usado pelo suspeito antes do crime foi deixado no carro do taxista (Foto: TV Anhanguera/ Reprodução)

Boné usado pelo suspeito antes do crime foi deixado no carro do taxista (Foto: TV Anhanguera/ Reprodução)

About Author

jornalcometa

jornalcometa

Related Articles

App Jornal Cometa

Tópicos