‘Não abro mão’, diz Izalci sobre candidatura após coligação fazer troca por Rosso para governar DF

Até esta quinta-feira, coligação de seis partidos apoiava nome do presidente do PSDB como pré-candidato.

Por Mateus Rodrigues e Gabriel Luiz, G1 DF

Deputado federal Izalci (PSDB-DF) em discurso na Câmara dos Deputados (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados/Divulgação) Deputado federal Izalci (PSDB-DF) em discurso na Câmara dos Deputados (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados/Divulgação)

Deputado federal Izalci (PSDB-DF) em discurso na Câmara dos Deputados (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados/Divulgação)

Mesmo não sendo mais o “pré-candidato oficial” da coligação envolvendo o partido dele, o deputado federal Izalci Lucas (PSDB) disse que não vai desistir de concorrer ao cargo de governador do Distrito Federal.

“Continuo candidato. Meu compromisso é com a cidade. Não abro mão disso. Até abriria se conhecesse um projeto melhor que o meu.”

Nesta quinta-feira (19), a coligação que une PSDB, PRB, PPS, PSC, PSD e DC anunciou o nome do também deputado federal Rogério Rosso (PSD) como pré-candidato a governador. Para vice-governador, ainda não há definição. Até então, o grupo de partidos apoiava o nome de Izalci.

Tanto Izalci quanto Rosso são presidentes das legendas deles no Distrito Federal. Segundo a nota emitida pela coligação, o nome de Rosso tem apoio de PRB, PSC, PSD e PPS. As siglas PSDB e DC manifestaram oposição à escolha.

Também na quinta, a coligação anunciou que o atual senador Cristovam Buarque (PPS) será candidato à reeleição.

Coligações em contato

Ao longo da semana, os representantes da legenda chegaram a se reunir com o ex-secretário de Saúde do DF Jofran Frejat (PR) – que era pré-candidato, mas anunciou desistência da disputa nos últimos dias.

A coligação de Frejat é composta por PR, PP, MDB e DEM. Sem o médico como cabeça de chapa, até esta quinta, os partidos ainda não haviam anunciado uma nova candidatura para o Buriti.

Prazos eleitorais

O calendário eleitoral tem prazos a serem observados por candidatos, partidos, eleitores e pela própria Justiça Eleitoral.

As convenções para a escolha dos candidatos deverão ocorrer entre os dias 20 de julho e 5 de agosto. O último dia para os partidos políticos e as coligações apresentarem o requerimento de registro de candidatos é 15 de agosto.

A disputa ocorrerá no dia 7 de outubro, em primeiro turno, e no dia 28 de outubro, nos casos de segundo turno.

Veja mais notícias sobre a região no G1 DF.