Jornal Cometa

Lei exige wi-fi gratuito para clientes durante espera por atendimento em estabelecimentos de Goiânia

 Breaking News
  • Circuito Municipal de Xadrez Fechando o sábado com a final do Circuito Municipal de Xadrez. Evento promovido pela Secretaria de Cultura, Desporto, Lazer e Juventude foi realizado hoje no Ginásio de Esportes da Escola...
  • Escola Municipal Ipanema Fico entusiasmado toda vez que acompanho a comunidade demonstrando amor e cuidado com a nossa cidade. Hoje estive na Escola Municipal Ipanema, acompanhado da Secretária de Educação Rudilene Nobre e...
  • Guarda Municipal nas Ruas Boa noite comunidade! Esta semana nossa Guarda Municipal está nas ruas, com supervisão da Polícia Militar participando da etapa final do Curso de Formação. Na atividade prática os alunos estão...
  • Audiências na Câmara O prefeito Pábio Mossoró esteve hoje em Brasília, com os vereadores e equipe de governo para audiências na Câmara e no Senado Federal. A comitiva foi recebida pelo senador Wilder...

Lei exige wi-fi gratuito para clientes durante espera por atendimento em estabelecimentos de Goiânia

Lei exige wi-fi gratuito para clientes durante espera por atendimento em estabelecimentos de Goiânia
04 agosto
21:56 2017

Entrou em vigor em Goiânia a lei municipal que obriga todos os estabelecimentos e órgãos públicos a oferecer internet sem fio e gratuita para clientes durante o tempo de espera. A regra vale para locais com espera a partir de 30 minutos e deve ser regulamentada pela prefeitura da capital em até dois meses.

Para ter direito ao wi-fi, o cliente vai ter que fazer um cadastro, informando os dados pessoais. De acordo com a diretora de fiscalização da Agência de Regulação de Goiânia, após a regulamentação, os locais que não se adequarem à regra poderão ser multados.

“A gente vai aprofundar nos estudos, para dar uma amplitude nesta regulamentação, de todos os órgãos que nós vamos cobrar este serviço. O órgão tem a obrigação não só de oferecer, mas de manter a qualidade deste serviço”, disse a diretora.

A lei municipal é de autoria do vereador Tiãozinho Porto (Pros) e foi sancionada pelo prefeito Iris Rezende (PMDB) no último dia 31 de julho. Desde a sanção feita pelo executivo, começaram a valer os prazos para regulamentação e adequação à lei (veja abaixo).

Prazos

  1. Prefeitura de Goiânia deve regulamentar regra em dois meses;
  2. Os estabelecimentos terão até quatro meses para se adequar;

Expectativa

O celular virou um aliado para quem espera por atendimento em recepções de clínicas, lojas e repartições públicas. Com a aprovação da lei do wi-fi gratuito, muitos goianos estão na expectativa de que a regra comece a ser seguida pelos estabelecimentos da capital.

Enquanto aguardava por uma consulta em uma clínica de Goiânia, a advogada Leda Portela usava a internet disponibilizada pelo local. Ela afirma que o telefone ajuda o tempo a passar mais rápido. “Distrai muito. Pelo menos você não fica tão ansioso com a espera”, disse.

O conferente Lucas Lenon comemorou a aprovação da lei, e espera que a velocidade de navegação da internet disponibilizada no local seja, pelo menos, superior à rede das operadoras de celular.

“É mais prático e eu acho que a velocidade é melhor também. Quando você usa o wi-fi tem que ser mais rápido do que o da operadora”, afirmou.

Tags
Share

About Author

jornalcometa

jornalcometa

Related Articles

App Jornal Cometa

Tópicos