Justiça Eleitoral amplia atendimento para goianos regularizarem título; prazo termina dia 9 de maio – Jornal Cometa

Jornal Cometa

Justiça Eleitoral amplia atendimento para goianos regularizarem título; prazo termina dia 9 de maio

Justiça Eleitoral amplia atendimento para goianos regularizarem título; prazo termina dia 9 de maio

03 maio
09:26 2018

Cartórios eleitorais, centrais e postos de atendimento funcionarão das 8h às 18h da próxima segunda-feira (5) até o dia 9 de maio, data limite para regularização.

Por Murillo Velasco, G1 GO

Eleitores de Goiás tem até o dia 9 de maio para regularizar título e votar nas eleições (Foto: Sílvio Túlio/G1) Eleitores de Goiás tem até o dia 9 de maio para regularizar título e votar nas eleições (Foto: Sílvio Túlio/G1)

Eleitores de Goiás tem até o dia 9 de maio para regularizar título e votar nas eleições (Foto: Sílvio Túlio/G1)

Faltando menos de uma semana para o fim do prazo, a Justiça Eleitoral ampliou o horário de atendimento para que eleitores de Goiás regularizem suas situações. Os cartórios eleitorais, centrais e postos de atendimento funcionarão das 8h às 18h da próxima segunda-feira (5) até o dia 9 de maio, data limite para regularização.

Para verificar a situação do título, o eleitor pode entrar no site do TRE-GO e ir nas opção “Eleitor e Eleições”, “Serviços” e “Situação Eleitoral”.

Na Central de Atendimento ao Eleitor do Setor Oeste, em Goiânia, o horário estendido começou a valer na quarta-feira (3) e deve permanecer até o próximo dia 9. A população vai ser atendida por meio de senhas, por ordem de chegada, até as 18h.

Na capital, além da Central de Atendimento ao Eleitor, as quatro unidades do Vapt Vupt estão preparadas para receber os eleitores, das 7h às 19h, em dias úteis, e das 7h às 12h, no sábado (veja abaixo).

Unidades do Vapt Vupt que atendem aos eleitores

Unidade Endereço
Camelódromo de Campinas 2 Av. Anhanguera, 7840 – Setor Campinas
Praça da Bíblia Av. Anhanguera, 401 – Setor Leste Universitário
Araguaia Shopping Rua 44, 399 – Setor Central
Passeio das Águas Av. Perimetral Norte, 8303 – Lot. Mansoes Goianas

Apesar da ampliação do horário de atendimento, nenhum cartório ou posto eleitoral vai funcionar no domingo (6).

Até o prazo estipulado será possível regularizar questões como título cancelado, expedir o primeiro título, transferência de cidade ou local de votação ou pagar multa por não ter votado nas últimas eleições.

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TER-GO), a data limite, 9 de maio, se deve ao fato da legislação definir que o cadastro deve ser encerrado a até 151 dias antes da eleição. Quem não regularizar a situação até a próxima quarta-feira deverá aguardar o término das eleições deste ano.

 Eleitores de Goiás tem até o dia 9 de maio para regularizar título e votar nas eleições (Foto: Sílvio Túlio/G1)  Eleitores de Goiás tem até o dia 9 de maio para regularizar título e votar nas eleições (Foto: Sílvio Túlio/G1)

Eleitores de Goiás tem até o dia 9 de maio para regularizar título e votar nas eleições (Foto: Sílvio Túlio/G1)

Biometria

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO), todas as 246 cidades do estado já implantaram o sistema biométrico.

Apesar do prazo para recadastramento biométrico já ter se encerrado em todo o estado no último dia 30 de setembro, ainda é possível fazer o procedimento até 9 de maio. É o que o TRE-GO chama de ” biometria ordinária”. Não há possibilidade de prorrogação do prazo, que consta no Calendário Eleitoral.

Eleitores de Goiás tem até o dia 9 de maio para regularizar título e votar nas eleições (Foto: Sílvio Túlio/G1) Eleitores de Goiás tem até o dia 9 de maio para regularizar título e votar nas eleições (Foto: Sílvio Túlio/G1)

Eleitores de Goiás tem até o dia 9 de maio para regularizar título e votar nas eleições (Foto: Sílvio Túlio/G1)

O que acontece se não regularizar o título?

O eleitor que não regularizar seu título de eleitor está sujeito às seguintes penalidades:

  1. não obter certidão de quitação eleitoral;
  2. não obter passaporte ou carteira de identidade;
  3. não renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo;
  4. não poder se inscrever em concurso ou prova para cargo ou função pública, investir-se ou empossar-se neles;
  5. não poder participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos estados, dos territórios, do Distrito Federal ou dos municípios, ou das respectivas autarquias;
  6. não obter empréstimos nas autarquias, sociedades de economia mista, caixas econômicas federais ou estaduais, nos institutos e caixas de previdência social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo, ou de cuja administração este participe, e com essas entidades celebrar contratos;
  7. não praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda;
  8. não obter qualquer documento nas repartições diplomáticas a que estiver subordinado;

Veja outras notícias da região no G1 Goiás.

About Author

jornalcometa

jornalcometa

Related Articles

App Jornal Cometa