Irmãos investigados por roubos a agências bancárias de Goiás são presos – Jornal Cometa

Jornal Cometa

Irmãos investigados por roubos a agências bancárias de Goiás são presos

Irmãos investigados por roubos a agências bancárias de Goiás são presos

15 março
07:47 2019

Por Lis Lopes, G1 GO

Polícia Civil de Goiás apresenta em Goiânia foragidos por crimes contra instituições financeiras — Foto: Lis Lopes/G1

Polícia Civil de Goiás apresenta em Goiânia foragidos por crimes contra instituições financeiras — Foto: Lis Lopes/G1

Dois irmãos investigados por roubos a agências bancárias em Goiás foram presos pela Polícia Civil. Os homens, identificados como Fábio da Silva e Eduardo Nonato da Silva, ficaram em silêncio após serem apresentados à imprensa nesta quarta-feira (14). Eles eram considerados foragidos.

Eduardo, conhecido como Dudu pelos policiais, de acordo com o titular da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), Samuel Moura, também é suspeito de tentar matar a ex-mulher e o atual namorado dela.

A dupla foi localizada em uma comunidade de Carapicuíba, no interior de São Paulo, e trazida para Goiânia. O delegado Samuel Moura informou que havia quatro mandados de prisão em aberto contra Eduardo e dois contra Fábio.

Segundo o policial, Eduardo havia se “especializado” em extorsão por meio do sequestro de parentes de gerentes de grandes bancos. Moura relata que ele escolhia preferencialmente profissionais com filhos pequenos para provocar maior pressão psicológica. O último crime praticado por ele em Goiás teria ocorrido em 2016, em Anápolis.

“Ele gosta muito de casal que tem criança pequena pela questão psicológica. Aí separa a mulher do marido, leva ela e a criança para o mato e fala: ‘você tem até tal horário para abrir o cofre do banco, se vira’. Como o gerente tem a senha do cofre, o criminoso não precisa nem entrar no banco”, afirmou.

Apesar de não divulgar os valores roubados, o delegado afirma que todo o dinheiro foi recuperado. Os crimes também teriam acontecido no Pará e no Tocantins.

O delegado informou que com os irmãos foram apreendidas pistolas semiautomáticas, além de documentos de identificação falsos. A ação contou com o apoio das polícias Civil e Militar do estado de São Paulo.

De acordo com o delegado, os presos respondem por ações criminosas contra instituições financeiras, posse de arma de fogo e extorsão mediante sequestro.

Pistola apreendida na operação e mandados de prisão expedidos contra suspeitos — Foto: Lis Lopes/G1

Pistola apreendida na operação e mandados de prisão expedidos contra suspeitos — Foto: Lis Lopes/G1

Tentativa de feminicídio

O delegado informou que Eduardo teria tentado matar a ex-companheira com diversos tiros no dia 8 de março, data em que se comemora o Dia Internacional da Mulher. A vítima foi atingida na perna e sobreviveu. O suspeito também teria disparado contra o atual namorado dela, que também sobreviveu.

De acordo com Samuel Moura, Eduardo afirma que atirou depois de uma discussão pela guarda dos filhos. Ao disparar contra a ex-mulher e o companheiro dela, ele acabou se ferindo e foi procurar auxílio médico especializado em São Paulo. Foi a partir da ida ao médico que a polícia tomou conhecimento do paradeiro dele, explicou o delegado.

Veja outras notícias da região no G1 Goiás.

About Author

jornalcometa

jornalcometa

Related Articles

App Jornal Cometa