Indecisão, choro e força do elenco: bastidores do “fico” de Levir no Santos – Jornal Cometa

Jornal Cometa

Indecisão, choro e força do elenco: bastidores do “fico” de Levir no Santos

Indecisão, choro e força do elenco: bastidores do “fico” de Levir no Santos

21 outubro
08:36 2017

Técnico seria demitido pelo presidente Modesto Roma, que voltou atrás; entenda

Por Lucas Musetti, Santos, SP

A sexta-feira, 20 de outubro, foi um dos dias mais longos do Santos em 2017. Começou com as pichações nos muros da Vila Belmiro no início da madrugada. E terminou com a “desdemissão” do técnico Levir Culpi no fim da tarde.

Pela manhã, às 11h, o presidente Modesto Roma concedeu entrevista coletiva para anunciar a parceria com a Umbro. Mas os principal assunto foi a chance de demitir Levir. O dirigente avisou que se reuniria com o treinador para tomar a decisão.

Modesto concede entrevista para falar da parceria com a Umbro (Foto:  Ivan Storti / Santos FC) Modesto concede entrevista para falar da parceria com a Umbro (Foto:  Ivan Storti / Santos FC)

Modesto concede entrevista para falar da parceria com a Umbro (Foto: Ivan Storti / Santos FC)

O presidente foi ao CT Rei Pelé às 14h para esperar a delegação, que voltava do Recife, palco do empate em 1 a 1 com o Sport. A escolha estava feita: ouviria o técnico, mas o demitiria para deixar o auxiliar Elano como interino.

A motivação veio após reunião com o Comitê de Gestão, composto por nove membros: além do presidente do Peixe, fazem parte do grupo César Conforti (vice-presidente), Antônio Carlos Cintra, Carlos Manoel da Silva, Gastone Righi, Luiz Antônio Ruas Capella, Marcio Campanelli Costas, Paulo Roberto Dias e Raphael Vita.

Modesto recepciona o elenco no CT Rei Pelé (Foto: Lucas Musetti) Modesto recepciona o elenco no CT Rei Pelé (Foto: Lucas Musetti)

Modesto recepciona o elenco no CT Rei Pelé (Foto: Lucas Musetti)

O apoio do elenco, porém, o fez mudar de ideia. Os jogadores que viajaram para o Recife sabiam da reunião e da decisão de demitir Levir. Ao chegarem, estavam convictos a fazer Modesto mudar de ideia. E conseguiram.

Em uma das salas do CT Rei Pelé, o presidente, Levir, membros da diretoria e comissão técnica e os jogadores conversaram. Com David Braz como porta-voz, o elenco declarou apoio ao técnico, que ficou emocionado. A favor da permanência de Levir, o capitão Ricardo Oliveira ficou em São Paulo após o voo de Recife. Renato, segundo capitão, está no departamento médico e não participou da reunião.

Ao abrir os portões do centro de treinamento e anunciar a permanência de Levir Culpi, Modesto Roma lembrou da frase de Dom Pedro no “Dia do Fico” em 9 de janeiro de 1822 (quando o então príncipe regente foi contra as ordens de Portugal, que exigia sua volta a Lisboa, e ficou no Brasil).

– Se é para o bem de todos… como era aquela história do Dom Pedro? – brincou Modesto.

Enquanto isso, os jogadores riram da imprensa, que publicou a demissão de Levir antes da reviravolta. Um dos mais exaltados era Zeca, que gritou: “Erraram feio, hein?”. Mantido, o técnico do Peixe, visivelmente emocionado, apenas sorriu e não quis conversar com os jornalistas.

Modesto comparou o Santos a um omelete de bacon (Foto: Lucas Musetti) Modesto comparou o Santos a um omelete de bacon (Foto: Lucas Musetti)

Modesto comparou o Santos a um omelete de bacon (Foto: Lucas Musetti)

Ao deixar o CT Rei Pelé, Modesto, do seu carro, tentou explicar melhor a decisão da diretoria, mas não foi muito claro. Desconfortável, o presidente indicou que mudou de opinião por causa dos jogadores e comparou a equipe a um omelete de bacon. Tente entender:

No Santos, todo mundo é ovo e ninguém é porco no omelete de bacon. Todos nos comprometemos.

À noite, em entrevista à Rádio Globo/CBN, Modestou explicou como se deu a conversa com Levir e admitiu que a demissão estava nos planos da diretoria.

Com um cenário conturbado, o Peixe voltará a treinar na manhã deste sábado. Sorte do time é ter pela frente o lanterna do Campeonato Brasileiro, o Atlético-GO, no domingo, às 17h, na Vila Belmiro. O “novo” técnico Levir Culpi deve contar com o retorno de Bruno Henrique, desfalque nos últimos jogos por causa de desconforto na panturrilha. Renato, em fase final de recuperação de edemas na coxa e tornozelo direito, podem voltar. Alison, suspenso diante do Sport, retornará.

11
comentários

About Author

jornalcometa

jornalcometa

Related Articles

App Jornal Cometa