Jornal Cometa

Gestão Rollemberg tem até 20 de dezembro para entregar a Ibaneis balanço sobre condições do DF

Gestão Rollemberg tem até 20 de dezembro para entregar a Ibaneis balanço sobre condições do DF

30 outubro
10:43 2018

Regras sobre passagem de bastão foram publicadas em decreto no Diário Oficial. ‘Não vamos deixar a cidade abandonada’, diz chefe da transição, Sérgio Sampaio.

Por Gabriel Luiz, G1 DF

Palácio do Buriti, sede do governo do Distrito Federal — Foto: Raquel Morais/G1

tem até 20 de dezembro para concluir um relatório sobre as condições do Distrito Federal. O documento – consolidando informações como o tamanho da dívida ou da arrecadação – será entregue ao governador eleito Ibaneis Rocha (MDB), para que ele possa basear o mandato a partir de 1º de janeiro.

As regras sobre a transição foram publicadas em decreto no Diário Oficial desta terça-feira (30). Da gestão Rollemberg, foram designados sete secretários para atuar na Comissão de Transição.

A comissão será chefiada pelo secretário da Casa Civil, Sérgio Sampaio. Ela também vai envolver os atuais secretários de Planejamento, Fazenda, Segurança, Saúde, Trabalho e Educação.

Todos trabalharão junto com nomes indicados pelo governador eleito Ibaneis, sob condição de manter os dados em sigilo.

“Com este decreto, já estamos à disposição da equipe de Ibaneis. Agora vamos fazer os primeiros contatos para definir a metodologia de trabalho, por exemplo definir se serão reuniões semanais”, disse ao G1 Sérgio Sampaio.

“A equipe de Ibaneis terá acesso livre. Vamos garantir senhas para que acessem todos os sistemas.”

Durante o período de transição, os indicados de Ibaneis ficarão no Centro Internacional de Convenções de Brasília (CICB).

O secretário da Casa Civil, Sérgio Sampaio — Foto: TV Globo/Reprodução O secretário da Casa Civil, Sérgio Sampaio — Foto: TV Globo/Reprodução

O secretário da Casa Civil, Sérgio Sampaio — Foto: TV Globo/Reprodução

Passagem de bastão

O responsável pela transição, Sérgio Sampaio, disse que até esta terça-feira não era possível detalhar informações como o tamanho do déficit que será deixado para o próximo governador. Segundo ele, os números ainda podem variar

Como exemplo, ele cita um valor de R$ 190 milhões em verbas previdenciárias paradas à espera de decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). No entanto, ele garante que até o dia 20 de dezembro, todos os levantamentos já estarão concluídos.

De acordo com o secretário, o próximo governador vai receber um orçamento próximo do azul – diferentemente do rombo de R$ 3,5 bilhões que herdou em 2014. “Se não entregarmos com equilíbrio completo, vamos entregar com uma situação muito próxima do equilíbrio.”

Para isso, afirmou que vai cobrar das pastas ainda mais corte de gastos. “Vamos cortar despesas que não são urgentes ou essenciais, como consultorias. Não é a hora de fazer isso agora. Depende dos planos do próximo governador. Mas vamos manter o que for essencial.”

“Não vamos deixar a cidade abandonada, como nós recebemos e já virou tradição na passagem de governo, com mato alto, salário atrasado e caos instalado.”

Outro decreto

O governo deve publicar até quinta-feira um outro decreto, com objetivo de reservar cargos para Ibaneis contratar quem ele indica para trabalhar na Comissão de Transição.

“Vamos demitir pessoas para que outras sejam indicadas para trabalhar. Vamos criar um ‘pool’ de cargos disponíveis para Ibaneis, para pessoas que possam cuidar da transição. São pessoas que trabalharão 24 horas e precisam ser remuneradas”, explicou Sampaio.

A medida já aconteceu na transição entre Agnelo Queiroz (PT) e Rollemberg, em 2014. Na época, 13 cargos foram disponibilizados. A ideia é buscar repetir esse número.

Veja mais notícias sobre a região no G1 DF.

About Author

jornalcometa

jornalcometa

Related Articles

App Jornal Cometa