Em nova fase de operação contra ‘máfia dos concursos’, polícia do DF apura fraude em provas para STJ – Jornal Cometa

Jornal Cometa

Em nova fase de operação contra ‘máfia dos concursos’, polícia do DF apura fraude em provas para STJ

Em nova fase de operação contra ‘máfia dos concursos’, polícia do DF apura fraude em provas para STJ

19 dezembro
09:42 2018

Por Gabriel Luiz e Pedro Borges, G1 DF e TV Globo

Fachada do Superior Tribunal de Justiça, em Brasília, durante fim do dia — Foto: STJ/Divulgação

Fachada do Superior Tribunal de Justiça, em Brasília, durante fim do dia — Foto: STJ/Divulgação

A Polícia Civil do Distrito Federal faz nesta quarta-feira (19) uma operação que apura fraudes no concurso do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Ao todo, são cumpridos 13 mandados de busca e apreensão em endereços de Brasília.

Segundo as investigações, há indícios de compra de vaga. Esta é a quarta fase da operação Panoptes, que busca desarticular uma chamada “Máfia dos concursos”.

Até a última atualização desta reportagem, a polícia não tinha informado quem eram os alvos, o teor das supostas fraudes e se havia buscas na sede do STJ. O G1 aguarda posicionamento do STJ sobre a operação.

O concurso do STJ oferece vagas e formação de cadastro de reserva nos cargos de analista e técnico judiciários. A banca do certame é o Cebraspe – antigo Cespe.

Para nível superior, foram abertas oportunidades para graduados em biblioteconomia, fisioterapia, odontologia, psicologia, direito e para qualquer área de formação. O salário é de R$ 11.006,82.

Já para nível médio, as oportunidades foram distribuídas entre as áreas de atividade administrativa e de apoio especializado. Todas as fases do concurso foram realizadas em Brasília. A remuneração é de R$ 6.708,53.

Veja mais notícias sobre a região no G1 DF.

About Author

jornalcometa

jornalcometa

Related Articles

App Jornal Cometa