Jornal Cometa

Em dia de volta às aulas, pistas do DF ‘lotam’ e motoristas enfrentam lentidão

Em dia de volta às aulas, pistas do DF ‘lotam’ e motoristas enfrentam lentidão

30 julho
07:58 2018

EPNB, EPTG e Epia Sul são as que registraram maior fluxo de carros. Segundo o Batalhão Escolar, 460 mil estudantes retornam às atividades nesta segunda.

Por Gabriel Luiz, Maria Fernanda Soares e Caroline Dulley, G1 DF e TV Globo

EPTG com fluxo de carros intenso em dia de volta às aulas (Foto: Reprodução/TV Globo) EPTG com fluxo de carros intenso em dia de volta às aulas (Foto: Reprodução/TV Globo)

EPTG com fluxo de carros intenso em dia de volta às aulas (Foto: Reprodução/TV Globo)

No dia de volta às aulas na rede pública, as principais pistas do Distrito Federal apresentaram maior fluxo de trânsito nesta segunda-feira (30). EPNB, EPTG e Epia Sul são as que mais registraram lentidão.

Só na EPTG, por exemplo, quem trafegava por volta das 7h dirigia a 14 km/h. Na EPNB, a velocidade média no mesmo horário era de 26 km/h.

De acordo com o Batalhão Escolar da Polícia Militar, 460 mil estudantes retornam às aulas nesta segunda.

Algumas escolas começaram as atividades já na última quinta-feira (26). No entanto, esta segunda é a data limite para retomada das aulas.

Epia Sul congestionada após acidente em dia de volta às aulas (Foto: Reprodução/TV Globo) Epia Sul congestionada após acidente em dia de volta às aulas (Foto: Reprodução/TV Globo)

Epia Sul congestionada após acidente em dia de volta às aulas (Foto: Reprodução/TV Globo)

Passe livre

Com a volta das aulas, voltou também um problema já conhecido: o dos cartões do passe livre bloqueados.

“O cartão do passe estudantil não está liberado. Minha filha não foi para escola hoje”, afirmou Ronaldo Alves, do Paranoá.

“Gostaria de deixar registrado que hoje, no primeiro dia de volta às aulas de minhas filhas, a mensagem nos ônibus foi ‘cartão vencido’. A pergunta é: o que fazer?”, questionou o internauta Marcos Santiago.

Marcos Tadeu de Andrade, diretor-geral do DFTrans (Foto: TV Globo/Reprodução) Marcos Tadeu de Andrade, diretor-geral do DFTrans (Foto: TV Globo/Reprodução)

Marcos Tadeu de Andrade, diretor-geral do DFTrans (Foto: TV Globo/Reprodução)

Em entrevista, o diretor-geral do DFTrans disse que a culpa principal é das escolas. “No período de férias, há uma suspensão do cartão. O que ocorre é que as escolas encaminham um calendário e ele é seguido. Algumas não encaminharam o calendário ou mandaram atrasado. Se tiver alguma questão do DFTrans, vamos equacionar o mais rápido possível, mas a regra geral é seguir o calendário da escola.”

Segundo ele, 140 novos cartões já foram entregues nas escolas da rede pública e 550 outros estão em fase de entrega, com prazo de até 20 dias. O diretor diz ainda que 2 mil estão no processo de envio para a escola. Estudantes de escolas privadas e de institutos ou estabelecimentos federais, como a Universidade de Brasília, ainda precisam buscar os cartões em postos do DFTrans.

Veja mais notícias sobre a região no G1 DF.

About Author

jornalcometa

jornalcometa

Related Articles

App Jornal Cometa