DF tem 348 casos de coronavírus; veja evolução dos registros em março

Por Carolina Cruz, G1 DF

Novo coronavírus visto de microscópio — Foto: Reprodução/Getty Images

O governo do Distrito Federal informou que, até a manhã desta quarta-feira (1º), a capital registrava 348 casos de coronavírus. Um levantamento feito pelo G1 aponta que 100 novos casos foram registrados, em média, a cada semana de março (veja gráfico abaixo).

A primeira confirmação de coronavírus no DF ocorreu no dia 7 de março. Uma semana depois, os registros saltaram para 8 pacientes diagnosticados com a Covid-19. A partir de então, as notificações aceleraram, chegando a 108 no dia 21 de março e a 260 no último sábado (28). Desde esta data, houve 82 novas confirmações. Veja abaixo:

Trajetória dos registros de coronavírus no DF
Dados de 7 de março – quando houve o primeiro caso – até 1º de abril

Número de infectados7 de março14 de março21 de março28 de março1º de abril050100150200250300350400

21 de março
● : 108
Fonte: GDF

Casos graves

No mesmo período, houve aumento também do número de pacientes em estado grave – de um para 12. Os dados representam uma média de um caso a cada dois dias.

Atualmente, 222 dos infectados estão com sintomas leves – ou seja, 63% do total. Há ainda 31 com sintomas moderados e 80 em análise.

A primeira mulher a ser diagnosticada com coronavírus no DF apresenta complicações desde a entrada no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), no dia 6 de março – a confirmação do contágio por coronavírus se deu no dia seguinte.

A paciente, de 52 anos, esteve em viagem ao Reino Unido e à Suíça no mês de fevereiro e foi internada na mesma semana que chegou à capital. O quadro foi agravado por doenças que ela já tinha antes da Covid-19. O marido dela também foi diagnosticado com a doença, mas, com sintomas leves, teve recomendação para isolamento em casa.

No mais recente boletim médico da paciente, divulgado na segunda-feira (30), a Secretaria de Saúde do DF informa que a mulher continua a apresentar síndrome respiratória aguda severa, quadro desde o início da internação. Ela apresenta estado “gravíssimo” e está sedada, respira com ajuda de aparelhos e segue isolada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hran.

Mortes

Até a presente data, três pessoas morreram por conta da Covid-19 na capital. A primeira foi Viviane Rocha de Luiz, de 61 anos. A enfermeira faleceu no dia 23 de março, mas o diagnóstico só foi confirmado pela Secretaria de Saúde seis dias depois.

O segundo caso foi confirmado na segunda (30). Trata-se de Maurílio José de Almeida, de 77 anos, que estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Brasília. Ele morreu no domingo (29).

O terceiro caso, confirmado nesta terça (31), é de Diógenes Segundo de Carvalho, de 73 anos. Ele estava internado no Hospital Santa Lúcia, desde o dia 21 de março.

Perfil dos infectados

Dos 348 infectados, a maioria deles (57,7%) são homens – eles somam 201 casos. Entre as mulheres, há 147 com diagnóstico.

A faixa etária com maior número de infectados é a de 30 a 39 anos, com com 113 ao total. No balanço desta quarta, o GDF ainda não detalhou o número de infectados com até 19 anos. Veja:

  • 20 a 29 anos: 36 casos
  • 30 a 39 anos: 113 casos
  • 40 a 49 anos: 86 casos
  • 50 a 59 anos: 60 casos
  • Mais de 60 anos: 45 casos

A maior parte dos infectados tem residência no Plano Piloto (99 ao total). Já a incidência por cada 100 mil habitantes é maior no Lago Sul, com taxa de 182,9.

Atualmente, 222 estão com sintomas leves – ou seja, 63% do total. Há 31 com sintomas moderados e 80 em análise.

Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter