Jornal Cometa

Critérios de avaliação das promessas de Temer, governadores e prefeitos

Critérios de avaliação das promessas de Temer, governadores e prefeitos

02 janeiro
09:59 2018

G1 levantou promessas e separou tudo que pode ser claramente cobrado e medido ao longo do mandato dos políticos.

Por G1

O G1 acompanha durante os quatro anos de mandato o cumprimentos das promessas de campanha dos políticos na página especial “As promessas dos políticos“.

Quais são os critérios para medir as promessas?

  • Não cumpriu ainda: quando o que foi prometido não foi realizado e não está valendo/em funcionamento.
  • Em parte: quando a promessa foi cumprida parcialmente, com pendências.
  • Cumpriu: quando a promessa foi totalmente cumprida, sem pendências.

Ou seja, se a promessa é inaugurar uma obra, o status é “cumpriu” apenas se a obra já tiver sido inaugurada; caso contrário, é “não cumpriu”. Se a promessa é construir 10 hospitais e 5 já foram inaugurados, o status é “em parte”.

Observação: há casos em que não é possível avaliar o andamento da promessa, e o status foi dado como “não avaliado”.

Quais promessas são levadas em conta?

  • Promessas feitas durante a campanha: ou seja, o que o candidato promete em discursos, entrevistas, planos de governo, enquanto ainda não foi eleito.
  • Promessas entre a eleição e a posse: também são consideradas promessas pontuais feitas em outras ocasiões, como em discursos de posse, desde que elas não signifiquem uma redução do que foi prometido na campanha.

Observação: no caso do presidente Michel Temer, foram consideradas as promessas feitas no documento “Uma ponte para o futuro”, em pronunciamento após o afastamento de Dilma Rousseff, no discurso de posse e em entrevista ao Fantástico.

PROMESSAS DOS POLÍTICOS

 

About Author

jornalcometa

jornalcometa

Related Articles

App Jornal Cometa

Publicidade