CEB pede proteção da polícia após sindicalistas invadirem prédio da Companhia Elétrica do DF – Jornal Cometa

Jornal Cometa

CEB pede proteção da polícia após sindicalistas invadirem prédio da Companhia Elétrica do DF

CEB pede proteção da polícia após sindicalistas invadirem prédio da Companhia Elétrica do DF

07 fevereiro
10:17 2019

Por G1 DF

Atendimento CEB — Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

Atendimento CEB — Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

A sede da Companhia Energética de Brasília (CEB) amanheceu, nesta quarta-feira (6), com três carros da Polícia Civil fazendo a proteção do prédio e dos funcionários. A medida foi tomada depois que membros do Sindicato dos Urbanitários do Distrito Federal invadiram o Centro de Operações da empresa, ainda na terça-feira (5).

O sindicato informou ao G1 que a ação foi uma resposta ao fechamento de uma central de atendimento da Fundação de Previdência dos Empregados da CEB e à consequente demissão de dez funcionários.

Por conta da ocupação, o atendimento ao cliente da CEB passou três horas paralisado. Das 16h20 às 19h30 de terça, cerca de 600 demandas ficaram sem resposta imediata, segundo a companhia.

A maioria das pessoas queria resolver problemas relacionados ao temporal que atingiu as regiões de Samambaia, Águas Claras, Plano Piloto e Sobradinho.

Técnicos da CEB fazem ajustes em iluminação pública — Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

Técnicos da CEB fazem ajustes em iluminação pública — Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

Em um boletim de ocorrência registrado na 8ª DP, no Sia, o presidente da Fundação de Previdência dos Empregados da CEB (FACEB), Marco Antônio Vieira, disse à polícia que precisou “fugir para não ser agredido”.

* Erramos: Na primeira versão desta reportagem, o G1 DF disse que o presidente da CEB havia registrado a ocorrência. O B.O. foi registrado pelo presidente da Fundação de Previdência dos Empregados da CEB, Marco Antônio Vieira. A informação foi corrigida às 16h49.

O G1 tentou falar com o presidente que, segundo a assessoria, não pode atender porque estava em reunião. A Companhia Energética de Brasília informou que não tem responsabilidade sobre as decisões tomadas pela Fundação de Previdência, que possui autonomia administrativa.

Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.

About Author

jornalcometa

jornalcometa

Related Articles

App Jornal Cometa