CEB pede proteção da polícia após sindicalistas invadirem prédio da Companhia Elétrica do DF

Por G1 DF

Atendimento CEB — Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

Atendimento CEB — Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

A sede da Companhia Energética de Brasília (CEB) amanheceu, nesta quarta-feira (6), com três carros da Polícia Civil fazendo a proteção do prédio e dos funcionários. A medida foi tomada depois que membros do Sindicato dos Urbanitários do Distrito Federal invadiram o Centro de Operações da empresa, ainda na terça-feira (5).

O sindicato informou ao G1 que a ação foi uma resposta ao fechamento de uma central de atendimento da Fundação de Previdência dos Empregados da CEB e à consequente demissão de dez funcionários.

Por conta da ocupação, o atendimento ao cliente da CEB passou três horas paralisado. Das 16h20 às 19h30 de terça, cerca de 600 demandas ficaram sem resposta imediata, segundo a companhia.

A maioria das pessoas queria resolver problemas relacionados ao temporal que atingiu as regiões de Samambaia, Águas Claras, Plano Piloto e Sobradinho.

Técnicos da CEB fazem ajustes em iluminação pública — Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

Técnicos da CEB fazem ajustes em iluminação pública — Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

Em um boletim de ocorrência registrado na 8ª DP, no Sia, o presidente da Fundação de Previdência dos Empregados da CEB (FACEB), Marco Antônio Vieira, disse à polícia que precisou “fugir para não ser agredido”.

* Erramos: Na primeira versão desta reportagem, o G1 DF disse que o presidente da CEB havia registrado a ocorrência. O B.O. foi registrado pelo presidente da Fundação de Previdência dos Empregados da CEB, Marco Antônio Vieira. A informação foi corrigida às 16h49.

O G1 tentou falar com o presidente que, segundo a assessoria, não pode atender porque estava em reunião. A Companhia Energética de Brasília informou que não tem responsabilidade sobre as decisões tomadas pela Fundação de Previdência, que possui autonomia administrativa.

Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.